Governo e Neoenergia dialogam sobre investimentos para a cultura do RN

A governadora Fátima Bezerra, o executivo da Neoenergia Márcio Caires Vasconcelos, que assumirá em breve a chefia da operação do grupo no Rio Grande do Norte, substituindo o atual diretor-presidente Luiz Antônio Ciarlini – que vai para a superintendência da Bahia –, discutiram a possibilidade de adesão da empresa como primeira parceira para a abertura do Complexo Cultural da Rampa. Durante o encontro, a governadora adiantou que está prevista, para dezembro próximo, a entrega da estrutura física 100% finalizada.

A proposta para ter o conglomerado empresarial como primeiro parceiro do investimento cultural não é por acaso. Atualmente, a empresa é a maior patrocinadora da Lei Câmara Cascudo – que incentiva artistas e projetos culturais por todo o RN. Em fevereiro passado, a Neoenergia também promoveu, em parceria com Fundação José Augusto, a implantação da iluminação do Memorial Câmara Cascudo.

“Estamos investindo bastante na recuperação de nossos espaços culturais. Estamos arrumando a casa. A participação da Neoenergia no Complexo da Rampa, por sua ligação com a cultura potiguar, é muito importante”, disse a governadora, durante a reunião.

Fátima também citou monumentos históricos da cidade que permanecem fechados, como o Forte dos Reis Magos, o Teatro Alberto Maranhão e a Pinacoteca do Estado. “Conseguimos destravar esses problemas, em uma força-tarefa da Secretaria de Infraestrutura e Governo Cidadão, e vamos devolver esses equipamentos ao povo potiguar no próximo ano”, afirmou.

O projeto que envolve o prédio histórico foi apresentado pelo Governo durante a reunião com a Neoenergia. Márcio Caires solicitou o envio do projeto para análise e deliberação do grupo. A ideia é adiantar a introdução do tema com as lideranças do Neoenergia, resultando em uma decisão em breve sobre a parceria para implantação do espaço cultural.

Idealizador do projeto, o gestor cultural Gustavo Wanderley apresentou-o com a exibição de um vídeo, detalhando os novos espaços que farão parte do complexo, como o Espaço Histórico, o Espaço Contemporâneo, um café e um restaurante, uma sala comercial de exposições, entre outros atrativos, distribuídos em mais de 10 mil metros quadrados, às margens do Rio Potengi. Sobre a importância do projeto para Natal, afirmou que “além de devolver a paisagem, resgata a história e a memória da participação da cidade na Segunda Guerra Mundial, trazendo, ainda, uma contribuição muito importante para a arte”, finalizou.

Na ocasião, a governadora agradeceu, em nome do povo potiguar, a dedicação do engenheiro Luiz Antônio Ciarlini durante o período em que esteve à frente da Neonergia no RN e as parcerias realizadas entre o grupo e o Governo que renderam muitos frutos para o estado, em especial na área da cultura.

Também tomaram parte na reunião, o vice-governador Antenor Roberto, a secretária de Estado do Turismo, Ana Maria da Costa, o diretor presidente da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto, o chefe de gabinete da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), Flaubert Torquato, e a gerente do departamento de comunicação Externa da Cosern, Karine Severo.