Fiern critica uso político e ideológico da pandemia

O presidente da Federação das Indústrias do RN (Fiern), Amaro Sales, em artigo publicado no site da entidade, qualificou como “indevida e inoportuna divergências políticas e até o enfrentamento ideológico” tendo como pano de fundo a vacinação contra a Covid-19.

Mesmo entendendo fazer parte do processo democrático, Amaro entende que gastar tempo com esse debate “me parece uma conduta totalmente indevida e inoportuna”. “Deixarmos de lado o que é devido e importante para ocuparmos nosso tempo com temas secundários diante da gravidade da pandemia”, criticou.

Para o presidente da Fiern, “todos precisam da vacina” e “o esforço para fazê-la chegar o quanto antes e ao maior número de pessoas deveria ser o grande sentimento nacional de articulação e unidade envolvendo Governos, Parlamentos, Judiciário, Ministério Público e sociedade brasileira”.

Amaro reconheceu que “estamos – todos – exaustos diante da pandemia e que os profissionais da saúde, “sem dúvida, são heróis diante de tudo que ocorre há mais de 14 meses”. Salientou o que chamou de “luta diária, imensa e tensa” e os “empreendedores também estão diante das últimas forças. São heróis da resistência”.

O dirigente pergunta no texto se a “vacina, já dito por muitos, é a solução mais eficaz para enfrentarmos a pandemia da covid-19” e “se há consenso em torno da solução, por que não fazemos um grande esforço para consolidá-la?

“A vacina, já dito por muitos, é a solução mais eficaz para enfrentarmos a pandemia da COVID-19. Ora, se há consenso em torno da solução, porque não fazemos um grande esforço para consolidá-la? Entendo as divergências políticas e até o enfrentamento ideológico e eleitoral. Faz parte do processo democrático. Entretanto, deixarmos de lado o que é devido e importante para ocuparmos nosso tempo com temas secundários diante da gravidade da pandemia, com o devido respeito, me parece uma conduta totalmente indevida e inoportuna.

Agora RN