Exportações do RN caem 20,9% em relação a 2019

foto: Canindé Soares

Os dados relativos às exportações do Rio Grande do Norte revelam que entre janeiro e agosto de 2020, houve uma queda de 20,9% em comparação ao mesmo período de 2019, excluindo os itens extraordinários exportados no ano passado. Melões, cuja safra 2020/2021 se inicia agora, sal, fuel oil, tecidos de algodão e peixes foram os produtos com maiores valores exportados respectivamente.

As informações são repassadas mensalmente pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e agora também serão divulgadas pela Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE).

 Quando relacionados os dados das exportações de agosto, há um crescimento de 54,8% em relação a julho, mês com valor muito baixo, o que explica essa variação acentuada. Em relação a agosto de 2019 as exportações foram 18,8% menores. Tecidos de algodão, outros produtos de animais impróprios para alimentação humana, melões, peixes e granitos foram os itens com maiores valores embarcados no mês.

De acordo com informações do Centro Internacional de Negócios (CIN-FIERN), as importações foram 2,8% menores que no mesmo período de 2019, porém ainda se manteve abaixo do total das exportações, acarretando um superáfit de 42,8 milhões de dólares.