Duas tartarugas-verdes encalham e são resgatadas no litoral no RN

Do G1 RN – Duas tartarugas-verdes foram resgatadas após encalharem em diferentes praias do litoral potiguar nesta segunda-feira (12), segundo pesquisadores do projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). Os casos aconteceram em Natal e Canguaretama. Ambos os animais marinhos estão vivos, porém um apresenta um tumor e passará por avaliação para uma possível cirurgia.

A primeira tartaruga-verde foi encontrada encalhada na Praia do Forte, na Zona Leste de Natal. O animal marinho foi achado preso em uma poça de água, entre as pedras da praia. De acordo com o professor Flávio Lima, que coordena o projeto, o animal chegou ao local com a maré cheia, mas com a baixa da maré, ficou preso nas piscinas naturais.

A tartaruga é uma fêmera com 83,5 cm por 79,5 e, de acordo com os pesquisadores, estava com um bom estado de saúde e muito ativa. Após a avaliação, ela foi anilhada e solta na praia da Via Costeira.

Já o outro animal foi encontrado por moradores de Barra do Cunhaú, em Canguaretama, também nesta segunda-feira (12). A tartaruga ficou com eles até a manhã desta terça-feira (13), quando foi resgatada pelos pesquisadores.

“Ela tem um grande tumor na base da nadadeira posterior que pode estar dificultando a natação”, afirmou Flávio Lima.

De acordo com o pesquisador, a espécie está em sua fase de reprodução, que ocorre ao longo do segundo semestre do ano. A espécie é comum no litoral do estado.

“Ela ocorre na região, uma das cinco espécies que ocorrem no Brasil e também é bem comum no litoral do Rio Grande do Norte. Elas (tartarugas) estão na estação reprodutiva, que vai de junho a dezembro. Algumas espécies até vão um pouco além”, disse.