Trigêmeos que perderam mãe e avó para a covid vão morar com tio

Tio materno ganhou a guarda provisória de trigêmeos – Imagem: Arquivo pessoal

Os trigêmeos de Parisi (SP) que ficaram conhecidos nacionalmente por terem perdido a mãe, a tia e a avó para a covid-19 vão permanecer morando com o tio materno, decidiu a Justiça na sexta-feira (7).

Douglas Junior Faria, tio materno dos meninos que estão com seis anos, já havia ficado com a responsabilidade de cuidar dos sobrinhos, mas a tia paterna das crianças, Simone Santos Ferreira, tinha entrado na Justiça pela guarda dos três meninos.

A decisão judicial, em primeira instância, determina que a guarda provisória será de Douglas e da mulher dele, Laura Amaral. Cabe recurso.

Ao UOL, Douglas já tinha dito que não tinha intenção de brigar. “Eu falei para ela que queria compartilhar, ela ficaria nos finais de semana. Os meninos já foram para a escola ontem, eles estão adaptados aqui”, contou.

Simone chegou a acusar Douglas de impedi-la de ver os trigêmeos. “Não deixam eu ver as crianças, o tio falou que só com ordem judicial. Eu registrei um boletim de ocorrência por alienação parental”, disse.

Fonte: UOL