Polícia impede novo ataque a escola em Goiás; armas são encontradas

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) cumpriu mandados de busca e apreensão, nesta quarta-feira 2, em Montividiu, cidade que fica a 283 quilômetros de Goiânia, no sudoeste do estado, contra três adolescentes de 17 anos que, supostamente, planejavam ataques a escolas do município.

As buscas foram feitas nas casas de cada um deles e foram encontradas duas armas de fogo, facas de caça e munições de grosso calibre. A investigação descobriu o plano, após ter acesso a troca de mensagens pelo Facebook, entre os adolescentes, que indicava até divisão de tarefas na execução do plano.

O caso foi descoberto em ação semelhante a que ocorreu em Goiânia, no último dia 27/5, e também no Distrito Federal no dia 21/5, que contou com auxílio da Homeland Security Investigations, vinculada à Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, e da Secretaria de Operações Integradas, do Ministério da Justiça.

O delegado regional de Rio Verde (GO), Carlos Roberto Batista, que é responsável pela região de Montividiu, confirmou a informação ao Metrópoles. Ele diz que, na troca de mensagens, fica subentendida a intenção dos jovens de cometer o ataque. “Não tinha nada de concreto, mas era aquela coisa: ‘vamos dar um tiro na escola’”, conta. A intenção da polícia é não alarmar a cidade, mas a ação foi feita no sentido de prevenir algo pior.

Os adolescentes foram encaminhados para procedimentos na delegacia da cidade. Até o início desta tarde, a Polícia Civil ainda não tinha a informação se eles seriam apreendidos e qual a tipificação do caso. A polícia ainda não divulgou mais detalhes sobre o caso.

Metrópoles