Na porta da PF, apoiadores de Daniel Silveira agridem homem que segurava placa de Marielle Franco

A Polícia Militar do Rio de Janeiro reforça a segurança nas entradas da Superintendência da Polícia Federal do Rio, no centro da cidade, na tarde desta quarta-feira (17/2), para conter manifestantes que pedem a libertação do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

Os apoiadores do parlamentar atacaram um homem que levantou uma placa com o nome da vereadora Marielle Franco, semelhante à que foi quebrada pelo político, ao lado do deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ), em 2018.

Os manifestantes, a maioria sem máscara, também atacaram equipes de imprensa. Jornalistas e cinegrafistas da TV Globo precisaram se abrigar dentro da sede da PF. Em seguida, a equipe da emissora foi escoltada para deixar o local.

Uma das manifestantes gritou palavras de ordem como “Marielle Franco levou pouco tiro”, “já foi tarde pro inferno” e “quem manda no país é o Jair”. Bolsonaristas pedem, ainda, a prisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF.

Equipe de TV precisou ser escoltada na saída da PF

Fonte: Metrópoles

Qual sua opinião?