Jogadores que morreram em acidente aéreo viajavam em voo particular por terem testado positivo para Covid

Avião caiu logo após a cabeceira da pista — Foto: Rodrigo Noleto/Divulgação

Os quatro jogadores do Palmas que morreram no acidente aéreo registrado neste domingo (24) em Porto Nacional estavam na aeronave porque tinham testado positivo para a Covid-19. O Palmas disse que optou por transportá-los no avião já que o período de isolamento terminaria neste domingo e portanto os quatro estariam aptos para o jogo desta segunda-feira (25) contra o Vila Nova pela Copa Verde.

Nenhum dos seis ocupantes do avião sobreviveu à queda. Morreram no acidente o goleiro Ranule, o lateral-esquerdo Lucas Praxedes, o zagueiro Noé e o atacante Marcus Molinari. Nenhum deles tinha estreado pelo clube ainda, já que tinham sido contratados neste início de ano. Dos quatro, apenas Molinari não tinha sido apresentado oficialmente ainda, o que estava previsto para ocorrer nesta segunda.

Além dos atletas, o presidente do time Lucas Meira e o piloto Wagner Machado morreram na tragédia. O avião caiu na manhã deste domingo (24), pouco após decolar, no distrito de Luzimangues, em Porto Nacional (TO). Um vídeo feito no local do acidente mostra a aeronave em chamas logo após a queda.

G1 TO