Gilberto Augusto, cover de Elvis Presley no Brasil, morre de Covid-19

O artista Gilberto Augusto, um dos mais famosos covers de Elvis Presley no Brasil, morreu neste domingo (24/01), aos 44 anos, vítima de complicações da Covid-19.

“É com grande pesar que informamos que uma grande voz se calou. Uma voz que dedicou a vida para levar alegria e emoção através das músicas dedicadas ao Elvis. Gilberto Augusto, as cortinas do palco se fecharam por aqui, mas uma grande orquestra celestial te receberá de braços abertos e sua voz continuará ecoando pelo céu junto de Deus! Com sua presença marcante semeaste amor e alegria por onde passaste. Seus familiares e amigos lembrarão de você com saudades”, diz um comunicado publicado nas redes sociais do artista.

Gilberto Augusto se tornou fã de Elvis Presley quando tinha apenas 7 anos de idade. Aos 15 anos, já tinha sua própria banda e já era a atração principal em festas e eventos, com um repertório que privilegiava as canções do rei do rock.

Em 1993 ele se tornou nacionalmente conhecido ao ganhar o concurso Melhor Elvis do Brasil, no Programa Raul Gil. O prêmio foi uma passagem para Memphis, nos Estados Unidos, onde Elvis estourou. Na volta ao Brasil, Gilberto passou a realizar apresentações em feiras, congressos, casamentos, aniversários, festas de debutantes e programas de tevê.

Metrópoles