Ex-prefeito de cidade do Acre morto a tiros sofria ameaças, diz polícia

Prefeito Gedeon Barros, Plácido de Castro, Acre — Foto: Arquivo pessoal

O ex-prefeito da cidade de Plácido de Castro, no interior do Acre, Gedeon Sousa Barros, de 52 anos, foi morto, na manhã desta quinta-feira (20), com disparos de arma de fogo. O crime ocorreu no bairro Santa Inês, no segundo Distrito de Rio Branco. As primeiras informações são de que dois homens chegaram em uma moto e executaram o ex-gestor.

Barros estava dentro do carro e foi atingido com disparos de arma de fogo que teriam atingido a cabeça, segundo informações do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). Ainda conforme o CICC, as informações iniciais são de que ele estaria sofrendo ameaças.

“As guarnições que chegaram no local, colheram informações de que dois indivíduos, em uma motocicleta vermelha, se aproximaram do veículo onde a vítima estava e sem anunciar assalto, esses indivíduos efetuaram por volta de dois disparos”, informou o tenente da Polícia Militar Karllos Antoniete.

A dupla, segundo informou, fugiu em direção a região do bairro Belo Jardim. Guarnições da PM seguiram em direção ao bairro em busca dos suspeitos. Barros estava com um carona no carro, mas ele não foi alvo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu) foi acionado, mas ao chegar ao local, apenas constatou o óbito. A perícia também esteve presente para realizar os procedimentos cabíveis. O corpo foi encaminhado ao Instituto Medico Legal (IML).

Em nota, o PSDB, sigla a qual o gestor pertencia, lamentou a morte dele e disse que a morte dele é um duro golpe à política do bem, da moralidade e da ética. 

G1 ACRE