‘Doença da urina preta’ deixa irmãs internadas após comerem peixe

Duas irmãs são internadas em hospital no Recife apresentando sintomas de mal-estar e dores após comerem peixe da espécie arabaiana. Segundo a família, os médicos deram o diagnóstico da Síndrome de Haff, popularmente conhecida por “doença da urina preta”. O governo Estadual de Pernambuco já investiga cerca de cinco casos dessa doença.

Os principais sintomas são: falta de ar; dormência e perda de força em todo o corpo; urina cor de café.

A internação da empresária Flávia Andrade, de 36 anos, e a irmã dela, a médica veterinária Pryscila Andrade, de 31 anos, ocorreu horas após almoço. Foram levadas para o Hospital Português, no bairro do Paissandu, na área central da capital pernambucana, no dia 16 de fevereiro.

O peixe arabaiana, é conhecido como “olho de boi”. E de acordo com a empresária Betânia Andrade, mãe das pacientes, o alimento foi comprado no bairro do Pina, na Zona Sul Recife.