Diretor responsável pelo Enem morre de Covid em meio a pressão para adiar exame

Carlos Roberto Pinto de Souza comandava a Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb) — Foto: Exército Brasileiro

Morreu nesta segunda (11), em Curitiba, o general da reserva Carlos Roberto Pinto de Souza, responsável pela área dentro do Inep que coordena a elaboração do Enem. Ele tinha 59 anos. O primeiro dia de provas do exame ocorre no próximo domingo (17).

Em comunicado à imprensa, o Inep afirmou que Pinto de Souza, dentro da Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb), participou ativamente da concepção do Enem Digital e do Novo Saeb, principal projeto a que se dedicava nos últimos meses. A assessoria do Inep disse que não informará a causa da morte em respeito à família.

A autarquia ligada ao Ministério da Educação (MEC) afirma que “agradece o trabalho desempenhado com dedicação, entusiasmo, responsabilidade e senso ético pelo diretor Carlos Roberto. Seu nome estará registrado na história do Inep”.

A TV Globo apurou que a causa da morte do general reformado foi em decorrência de complicações da Covid-19. Ele foi internado um pouco antes do último Natal.

Pinto de Souza tinha doutorado em Altos Estudos Militares e foi Comandante do Centro de Comunicação e Guerra Eletrônica do Exército Brasileiro.

Ele não tinha formação na área de avaliação escolar. Até assumir o cargo no Inep, trabalhava como assessor no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Além do Enem, coordenou as equipes envolvidas no Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos), Celpe-Bras (Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros), Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), entre outros.

Do G1

Qual sua opinião?