Atentado a um candidato à prefeito de João Pessoa está sendo investigado, afirma delegado Geral da Polícia Civil

Delegado geral disse que polícia civil já investiga caso. (Foto: Reprodução)

O delegado geral da Polícia Civil, Isaías Gualberto, informou ao ClickPB, que a polícia já está investigado a denúncia registrada em boletim de ocorrência pelo candidato a prefeito de João Pessoa, Nilvan Ferreira (MDB). O prefeitável afirmou ter sofrido um atentado na manhã deste domingo (27), primeiro dia de campanha de rua, quando fazia um bandeiraço e adesivagem na orla marítima da Capital.

De acordo com Isaías Gualberto, o candidato registrou o boletim de ocorrência em que uma pessoa teria puxado uma arma e apontado para o candidato. “Ele fez o boletim de ocorrência, mas o condutor ainda não tinha sido identificado”, frisou, comentando que uma equipe do político chegou a informar que teria imagens do veículo e que iria ao estúdio pegar as imagens. “Mas ainda não recebemos. Soube que já saiu na imprensa que tinham identificado o carro, mas ainda não recebemos”, afirmou ao portal.

Ainda segundo o delegado, a partir do momento do registro da ocorrência já se inicia a investigação. Sobre os materiais divulgados pelo candidato como imagens da placa do veículo e as filmagens, Isaías Gualberto disse que pode ajudar no processo de investigação. 

Nilvan Ferreira (MDB), o postulante a prefeito de João Pessoa, contou que realizava um bandeiraço com a militância na orla marítima de João Pessoa quando o condutor de um veículo havia parado no local e apontado uma arma para o candidato. O homem não efetuou os disparos porque as pessoas que estavam no local avançaram em direção ao veículo para proteger o candidato. 

Fonte: Click PB