Arcebispo planta ipês e pau-Brasil em homenagem aos mortos pela COVID-19

O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispo do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, plantou três mudas de árvores em homenagem às vítimas da COVID-19, durante celebração aos mortos, no Parque Ursulina Andrade Mello, no Bairro Castelo, na Região da Pampulha, na manhã do Dia de Finados. “Apresentamos nossa comunhão com a dor das famílias enlutadas das mais de 160 mil mortos, vítimas da pandemia da COVID-19 no Brasil e milhões em todo o mundo”, disse.

A celebração foi realizada com poucos fiéis, todos usando máscaras e com distanciamento entre eles de um metro e meio. Ao lembrar as vítimas da COVID-19, o sacerdote frisou que é importante ‘semear sementes de amor e vida no coração do mundo‘. Dom Walmor convocou a todos os católicos a plantar uma árvore, realizando um gesto concreto em favor do meio ambiente.

Ele próprio plantou, com a ajuda dos fiéis, plantou mudas de ipê amarelo, ipê roxo da mata e pau-Brasil.  No início de outubro, um incêndio consumiu 30% da vegetação do parque e o plantio representa a recuperação do local.  Depois da devastação pelas chamas, a comunidade católica local decidiu adotar  a reserva e ajudar no replantio do que foi perdido para o fogo.

Estado de Minas