Vereadores trocam socos em sessão transmitida ao vivo em Câmara na Bahia

O Dia/Estadão Conteúdo

Foto: reprodução

Vereadores da Câmara Municipal de Lauro de Freitas (BA), município da região metropolitana de Salvador, trocaram tapas e socos na sessão ordinária desta quarta-feira, 28. A agressão entre os parlamentares foi transmitida ao vivo no canal do YouTube da Casa. Outros parlamentares e seguranças separaram a briga e a sessão foi encerrada.

As imagens mostram Loxa Lopes (PP) brigando colega Gabriel Bandarra Joffily de Souza, conhecido como Tenóbio (União Brasil) A confusão começou após Tenóbio ter dito que a presidente da Câmara, Naide Brito (PT), “mentiu de maneira descarada”. O discurso também era direcionado à prefeita Moema Gramacho (PT), a quem o vereador faz oposição.

Loxa Lopes não gostou e fez um discurso exaltado, inclusive socando a mesa que dividia com o outro vereador. “Quando você desqualifica uma senhora chamando de descarada, está desqualificando a pessoa. Não está desqualificando a parlamentar não. Descarada quer dizer sem vergonha, desavergonhada. Gente, sai do normal do Parlamento, sai do normal da educação”, disse o vereador. “Se fosse minha mulher ou minha filha, não terminava a frase”, acrescentou.

Clique no link abaixo e Siga o canal “Blogdeassis – Notícias” no WhatsApp e receba as notícias em tempo real: https://whatsapp.com/channel/0029VaG2Zj9GU3BR4dl5H01l/

Os dois vereadores discutem e, em seguida, Lopes dá um tapa em Tenóbio, dizendo: “descarado é o senhor”. Eles trocaram socos e tapas e foram contidos por colegas e seguranças.

Tenóbio afirmou em seu perfil no Instagram que não é a primeira vez que sofre “agressões políticas” dos adversários e que os ataques teriam aumentado depois que ele se declarou pré-candidato à prefeitura. O vereador disse que registrou um boletim de ocorrência na 23ª Delegacia de Polícia, em Lauro de Freitas.

Lopes foi procurado pelo Estadão para comentar o caso, mas até a publicação desta reportagem não se pronunciou. A Câmara Municipal de Lauro de Freitas também não respondeu aos contatos.