Líderes indígenas são baleados por fazendeiros na Bahia; um morreu

Reprodução/Apib

Três indígenas da etnia Pataxó-hã-hã-hãe foram baleados durante confronto com fazendeiros, na tarde deste domingo (21/1), na retomada do território Caramuru, no município de Potiraguá, no extremo sul da Bahia.

Segundo informações da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), o cacique Nailton foi atingido e a irmã, Nega Pataxó, foi assassinada. Além disso, outras duas pessoas foram agredidas, e uma mulher teve o braço quebrado.

Os indígenas relataram que a área foi cercada por dezenas de caminhonetes, e policiais militares da Bahia também teriam atirado contra os indígenas. Os fazendeiros tentam a reintegração de posse da fazenda.

A Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) nega que tenha havido confronto entre policiais militares e indígenas. No entanto, oórgão destacou que há um embate entre a comunidade originária e os fazendeiros da região.

A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) informou que dois indígenas foram baleados, e um fazendeiro levou uma flechada. Todos foram socorridos para o Hospital de Potiraguá.

METROPOLES