Implosão: Deputados do PL bolsonarista não vão apoiar Paulinho Freire

Foto: reprodução

O grupo da mesa, que iria caminhar junto para a eleição em Natal, implodiu. Pelo menos, é isso que dá para perceber diante das notícias recentes, públicas e de bastidor, após a tão esperada oficialização da pré-candidatura de Paulinho Freire, deputado federal do União Brasil. 

Na cidade de Rio do Fogo, Paulinho Freire e vereadores de Natal, mais alinhados à direita, se reuniram com o presidente estadual do PL, Rogério Marinho, e as ausências dos deputados federais bolsonaristas General Girão e Sargento Gonçalves já anteciparam o posicionamento de que eles não estão nesse grupo. 

O motivo para a resistência ao nome de Paulinho não surgiu agora. Afinal, tanto Girão, quanto Gonçalves, estavam na mesa que apareceu na foto em Brasília, no final de outubro, anunciando que o grupo ficaria unido e lançaria apenas um nome. 

O problema é que, de lá para cá, Girão e Gonçalves se lançaram pré-candidatos, mas não tiveram apoio dos demais nomes. Rogério Marinho e o senador Styvenson, por exemplo, prefeririam ignorar esses lançamentos para esperar uma definição de Paulinho Freire, que só apareceu quase três meses depois. 

E mais: só confirmou a pré-candidatura após um flerte com a candidatura de Carlos Eduardo Alves (PSD), que foi o senador de Fátima Bezerra (PT), na última e mais recente eleição. 

Vale lembrar que, além da classe política, a atual condição de pré-candidato de Paulinho Freire também tem certa desconfiança da imprensa. Não só sobre a candidatura, como sobre a “vontade” do parlamentar para a disputa.

Fonte: Portal 96 FM