Advogado no caso do acidente da cantora Marília Mendonça morre após queda de aeronave

Foto: Reprodução/ Arquivo pessoal

O advogado e piloto Sérgio Roberto Alonso, de 74 anos, morreu na tarde deste sábado (6) após o planador em que estava cair às margens da Rodovia Marechal Rondon, entre Lençóis Paulista e Areiópolis, no interior de São Paulo.

Alonso acumulava décadas de experiência de atuação. Segundo o escritório Riedel de Figueiredo e Advogados Associados, do qual fazia parte, ele era especialista em direito aeronáutico e em direito internacional, além de ser membro da Sociedade Brasileira de Direito Aeronáutico e Espacial.

O advogado também se destacava por sua larga experiência nos ramos trabalhista e de agências reguladoras.

Atuação em grandes casos

Em 2021, Alonso atuou como representante jurídico da família de Geraldo Martins, piloto da cantora Marília Mendonça. Os dois morreram em um acidente aéreo em novembro de 2021, quando a aeronave que transportava a artista caiu em curso d’água nas proximidades de Piedade de Caratinga, em Minas Gerais.

Outras três pessoas também perderam a vida.

Em outubro de 2023, o advogado concedeu uma coletiva a diversos veículos da imprensa nacional para falar sobre o resultado das investigações no caso da cantora.

Na ocasião, Alonso classificou como “absurda e precipitada” a conclusão do inquérito, que apontou os pilotos como culpados pelo acidente. Em maio, ele também deu entrevistas sobre o relatório final da investigação da Aeronáutica.

CNN Brasil