Vítima da explosão de carro não sobrevive após um mês de luta pela vida

Na manhã deste sábado (12), uma das vítimas do acidente ocorrido há um mês em um posto de combustíveis localizado na marginal da BR-101 em Parnamirim veio à óbito. O acidente foi no dia 12 de julho, o carro pegou fogo após explodir durante o abastecimento.

A vítima identificada como Rita Cortez Lopes, de 62 anos, travou uma luta incansável pela vida nos últimos trinta dias. Apesar de ter apresentado uma breve melhora no quadro de saúde, seu estado piorou significativamente nos últimos dias, levando-a ao trágico desfecho.

Como também envolvidos no acidente, Maria Galdino e sua filha Paloma Galdino, continuam internadas no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, onde recebem os cuidados médicos necessários para a recuperação. Desde a explosão, mãe e filha têm enfrentado desafios em sua jornada de recuperação.

O fato aconteceu no momento em que o veículo em que as três vítimas estavam abastecendo no posto de combustíveis. As mulheres estavam indo para uma cidade do interior do Rio Grande do Norte. A explosão foi tão intensa que resultou em graves queimaduras e lesões.

Ponta Negra News

Copy link