Mais de 12 mil carros foram incendiados durante protestos na França, diz governo

Os protestos na França contra a violência policial, iniciados no dia 27 de junho, já resultaram na destruição de 2,5 mil edifícios e pouco mais de 12 mil carros – todos incendiados por manifestantes. Os dados foram divulgados pelo ministro do Interior, Gérald Darmanin, durante sessão no Senado na tarde de quarta-feira (5).

Até o momento, calcula-se que os protestos causaram um prejuízo de mais de R$ 5 bilhões aos cofres públicos. Durante a sessão, Darmanin confirmou a prisão de 3,5 mil pessoas, sendo a maioria por participação na depredação dos patrimônios. Entre os detidos, mais de 50% têm idades entre 17 e 18 anos, enquanto 10% são estrangeiros

“A situação atual é calma, depois de momentos tão difíceis. No entanto, é preciso vigiar”, disse o ministro, ressaltando que 45 mil policiais foram mobilizados.

Os protestos fazem parte de uma onda de revolta na França que já dura uma semana. Os manifestantes contestam a violência policial contra minorias depois que um jovem de 17 anos foi morto durante uma blitz na comuna de Nanterre, no subúrbio de Paris. Segundo Darmanin, o agente, que já está preso, é acusado de homicídio.

Com informações do SBT News