Galão de água é usado como suporte para suspender perna de paciente no Hospital Walfredo Gurgel

Nesta quinta-feira (24), imagens de pacientes da ala de ortopedia do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal têm circulado nas redes sociais, geraram preocupação sobre as condições de tratamento oferecidas no local.

Nas fotografias, é possível ver um paciente com uma das pernas suspensa utilizando galões de água como suporte. 

De acordo com o diretor do  Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Saúde do RN, o Sindsaúde/RN e também enfermeiro do Centro Cirúrgico da unidade de saúde, Carlos Alexandre, esse tipo de improviso é comum na instituição.

De acordo com ele, apesar de não ser o ideal, o uso de suportes improvisados, como galões de água, é adotado para tracionar membros e auxiliar no tratamento ortopédico.

Ainda segundo Carlos Alexandre, quando não há galões de água disponíveis, recipientes de soro e até sacos de areia são usados para esse fim. No entanto, ele enfatizou que a prática não é ideal e pode prejudicar a recuperação dos pacientes ao longo do tempo.

De acordo com o diretor, o ideal seria utilizar pesos adequados para fazer os tracionamentos necessários, garantindo assim um tratamento mais seguro e eficaz para os pacientes ortopédicos. 

Na tarde desta quinta-feira (24), 23 pacientes estavam internados nos corredores do Hospital Walfredo Gurgel. Mesmo com a suspensão da greve dos servidores da saúde, o hospital tem sido alvo de discussões frequentes sobre sua infraestrutura e qualidade do atendimento. 

A equipe de produção da Tv Tropical entrou em contato com a Secretaria Estadual de Saúde com o intuito de esclarecer a situação. Por meio de nota a secretaria informou que se trata de um procedimento habitual empregado para realizar a redução de fraturas.

O método consiste em aplicar uma tração com contrapeso, sendo o galão de água um recurso frequentemente empregado para esse fim e que tal abordagem é adotada nos mais variados hospitais. 

Portal da Tropical

Copy link