Cidade do RN onde jogadora convocada pela seleção brasileira nasceu terá ponto facultativo em dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo Feminina

Foto: Thais Magalhães/CBF/Reprodução.

A prefeitura de Riacho de Santana, no interior do Rio Grande do Norte, decretou ponto facultativo nos órgãos da administração municipal nos dias úteis em que o Brasil jogar pela Copa do Mundo de Feminina 2023, que será disputada na Austrália e Nova Zelândia. A medida tem uma motivação especial: a presença de uma filha ilustre da cidade na Seleção, a defensora Antonia Silva.

De acordo com o decreto assinado pelo prefeito Davi Cássio Fernandes da Silva, o ponto facultativo vale das 7h às 12h nos dias de jogos.

Nas redes sociais, a prefeitura não esconde que a decisão visa “reforçar a torcida e o orgulho santanense de estarmos sendo representados em campo” por Antonia.

A população de Riacho de Santana chegou a 4.127 pessoas no Censo de 2022, divulgado recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município fica a 414 km de distância da capital Natal.

Antonia saiu muito jovem de Riacho de Santana. Ela jogava futsal e foi revelada nos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte. Recebeu convite para jogar em São Paulo ainda em 2011 e sua vida ganhou novo rumo. A migração para o campo aconteceu em 2016, a convite da equipe de Valinhos. Depois, rodou por Ponte Preta, Osasco Audax, Iranduba, São Paulo até seguir para o Madrid CFF, e, depois, para o Levante, seu atual clube.

Globo Esporte