Assembleia presta homenagem aos 50 anos da Embrapa e enaltece papel da empresa no país

Desenvolver a base tecnológica de um modelo de agricultura e pecuária genuinamente tropical. Esse foi o motivo da criação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que completou 50 anos de fundação neste ano.

Para homenagear e enaltecer a importância do órgão para o país, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, por iniciativa do deputado estadual Kleber Rodrigues (PSDB), realizou Sessão Solene na tarde desta segunda-feira (21), reunindo autoridades e técnicos do órgão, que é um dos mais respeitados e importantes do país.

Com a missão de viabilizar soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade da agricultura em benefício da sociedade brasileira, a Embrapa busca ser protagonista e parceira essencial na geração e no uso de conhecimentos para o desenvolvimento sustentável da agricultura brasileira.

Para isso, a empresa se pauta na excelência científica em pesquisa agropecuária, qualidade e eficiência produtiva em cultivos e criações, sustentabilidade ambiental, além de atentar sempre aos aspectos sociais e fomentar parcerias com o setor produtivo.

Para o deputado Kleber Rodrigues, festejar as cinco décadas da Embrapa é saudar os agricultores, pesquisadores, produtores, assim como é, também, “reverenciar quem faz história no nosso Brasil a partir do agronegócio, da ciência e da pesquisa”. “O trabalho da Embrapa atinge, seguramente, os 200 milhões de brasileiros, afinal, é uma grande rede que começa na pesquisa e se reflete na produção agrícola. A atividade que começa com orientação do agricultor e chega a mesa das mulheres e homens deste país”, cravou o parlamentar.

Fazendo um breve histórico sobre a história da Embrapa, o deputado ressaltou que a pesquisa tem trazido impactos positivos na economia brasileira ao longo dos 50 anos. Segundo o parlamentar, no ano passado, a Embrapa divulgou a informação de que apresentou um lucro social de R$ 125,88 bilhões, gerados a partir do impacto econômico no setor agropecuário de 172 tecnologias e 110 cultivares desenvolvidas pelas pesquisas. 

“Para cada R$ 1 aplicado na empresa em 2022, foram devolvidos R$34,70 para a sociedade. Em 2021, para cada R$1 aplicado na instituição, foram devolvidos R$ 23,38”, exemplificou.

O parlamentar também enalteceu a atuação da Embrapa no Rio Grande do Norte, onde a empresa tem desenvolvido estratégias para o fortalecimento da cajucultura do Rio Grande do Norte, com transferência de conhecimentos de manejo, pós-colheita e processamento. De acordo com ele, no ano passado, a empresa lançou o clone de cajueiro-anão, adaptado para o clima do semiárido serrano potiguar, em projeto de melhoramento genético que foi uma das ações que contribuiu para levar tecnologia e informação aos produtores do estado. 

“A presença da Embrapa no Rio Grande do Norte é estratégica para ampliar esforços da criação e difusão de tecnologias, envolvendo várias empresas públicas e privadas, estudantes e técnicos nas diversas atividades, visando principalmente a disponibilidade de novas variedades e melhorias nos sistemas de produção”, disse o deputado.

Durante a sessão, diversas personalidades que fizeram parte da história da Embrapa no Rio Grande do Norte foram homnageadas pelo Legislativo. O chefe-geral da Embrapa Agroindústria Tropical, Gustavo Saavedra Pinto, exaltou os avanços conseguidos pela empresa devido aos investimentos em tecnologia que, segundo ele, foram decisivos na formação de autoridades na área da agricultura e ciência e no aumento da produtividade em solo brasileiro.

“Foram mais de 2 mil pesquisadores-doutores, através da estratégia da Embrapa, que foram formados para modificar o cenário agrícola brasileiro. E a estratégia deu certo. Hoje, produzimos oito vezes a quantidade de alimento que o Brasil precisa. Isso nos permitiu ser um grande player agrícola. Em muitos casos, somos maiores produtores e exportadores. O que nos torna diferente não é sermos o maior produtor de ciência, e sim que nossa ciência chega ao produtor. É uma grande estratégia de transferência de tecnologia”, explicou o representante do órgão. “O futuro do agro brasileiro é aquele que inspira a nossa ciência”, finalizou.

Também participando da solenidade, o deputado estadual Neílton Diógenes e o deputado federal João Maia também elogiaram os avanços conseguidos pela Embrapa ao longo dos anos no Brasil. Para João Maia, a Embrapa é referência entre as empresas públicas brasileiras. “Se tem uma experiência que completou 50 anos, deu certo e tem respeito, é a Embrapa. Parabéns Kleber pela homenagem, aos homenageados e parabéns à Embrapa. Não se acanhem de me procurar caso precisem de algum apoio. Não vou dizer que a porta está aberta porque ela nunca fechou. Vocês entram lá na hora que precisarem”, garantiu João Maia.

“Para a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, seus funcionários, colaboradores, gestores, de ontem e de hoje, nosso muito obrigado revestido do dever de justiça por homenagear esta empresa que escrever com letras fortes e grandes sua história na história do povo brasileiro”, finalizou Kleber Rodrigues.

Copy link