Alvo da Polícia Federal e Gaeco, prefeito do interior da Paraíba é mantido preso após audiência de custódia

O prefeito de São Mamede, Umberto Jefferson, conhecido como Doutor Jefferson, preso nesta terça-feira (15) pela Polícia Federal na Operação Festa no Terreiro 2, passou por audiência de custódia no Fórum de Patos.

Na audiência, a Justiça decidiu manter detido o prefeito e os demais capturados na ação da PF. Eles foram encaminhados para o quartel do Corpo de Bombeiros em Patos, ainda segundo informações obtidas pelo ClickPB junto à Polícia Federal.

Doutor Jefferson é um dos alvos dos mandados de prisão da operação “Festa no Terreiro 2”, realizada pela Polícia Federal e pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB). 

O objetivo da operação é combater esquema de direcionamento de licitações, desvios de recursos públicos, corrupção e lavagem de dinheiro. De acordo com a PF, além dos mandados de prisão preventiva, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, sendo cinco no município de Patos e um no município de São Mamede, ambos no Sertão do estado.

Também foi determinado o afastamento de dois servidores de seus cargos públicos e o sequestro de bens no valor equivalente a R$ 5.187.359,94. Os crimes investigados durante a operação são os de frustração do caráter competitivo de licitação, violação de sigilo em licitação, afastamento de licitante, fraude em licitação ou contrato, peculato, corrupção passiva e corrupção ativa, além de lavagem de dinheiro. 

Fonte: Click PB