União Brasil deve decidir apoio a Moro em abril, revela coluna

De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, dirigentes do União Brasil (UB), que será criado com a fusão dos partidos DEM e PSL, devem definir o apoio a Sérgio Moro (Podemos) após a janela partidária, em abril. Caso se alie ao ex-juiz para a eleição presidencial deste ano, o UB deve pedir para indicar o vice.

Ainda segundo a coluna, o presidente do PSL, Luciano Bivar, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Mendonça Filho (DEM) podem ser indicados à vice-presidência pelo UB.

Durante o evento que marcou o apoio do União Brasil a candidatura do vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB) ao governo de São Paulo, em dezembro do ano passado, ACM Neto (DEM) havia afirmado que “não há indicativo de apoio” do UB a Sérgio Moro.

Discordância entre o ex-prefeito de Salvador e Bivar, futuro presidente do UB, seria, inclusive, o motivo para uma possível ruptura da nova legenda antes mesmo do lançamento oficial.