Turismo do RN só deve voltar à normalidade em 2024, preveem empresários

Até a última sexta-feira (16) cerca de 39% da população potiguar havia recebido, pelo menos, uma dose da vacina contra a covid-19 e apenas 14% estavam com o esquema vacinal completo, com as duas doses ou dose única do imunizante da Jassen, segundo a plataforma RN Mais Vacinas.

A vacinação é apontada como fundamental por representantes dos setores que ainda estão cautelosos com a retomada das atividades. Entre os mais aflitos está o de turismo, academias e serviços de alimentação, que também figuram entre os mais atingidos pela crise sanitária e econômica.

O turismo apresentou uma queda de 68% do faturamento na pesquisa do Sebrae/FGV. O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/RN) Abdon Gossson, disse que a retomada tem sido muito lenta, mas gradativa.

Segundo informou, para um hotel pagar seus custos precisa de um ocupação mínima de 40% a 50% e, desde julho do ano passado, não passa de 30%. contudo, a expectativa no turismo, segundo ele, é de que o movimento se iguale aos níveis da pré-pandemia a partir de 2023 e, totalmente, em 2024.

Com informações da Tribuna do Norte.