Torcedores do Grêmio depredam estádio após derrota para o Palmeiras

Torcedores do Grêmio depredaram o estádio do clube após a derrota para o Palmeiras por 3 a 1, neste domingo, em Porto Alegre, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. A invasão ao gramado começou pouco depois de o árbitro Sávio Pereira Sampaio, do Distrito Federal, encerrar a partida.

No momento em que os atos de selvageria foram iniciados, o meia Raphael Veiga, autor dos dois primeiros gols palmeirenses, concedia entrevista à TV Globo. Houve danos ao banco de reservas, aos microfones da Globo e do Premiere FC e ao monitor do VAR.

Sávio Sampaio anulou o gol de empate do Tricolor, anotado por Elias Manoel, aos 42 minutos do segundo tempo. O impedimento do jovem de 19 anos só pôde ser identificado com as linhas traçadas pelo recurso tecnológico operado pelo árbitro de vídeo Igor Junio Benevenuto de Oliveira, de Minas Gerais.

No desfecho do duelo, o Palmeiras marcou o terceiro gol com o atacante Breno Lopes aos 49 minutos da etapa complementar. Foi o estopim para ocasionar cenário de guerra na Arena do Grêmio.

A Tropa de Choque da Brigada Militar do Rio Grande do Sul foi acionada para conter o tumulto. Todavia, quando os policiais chegaram ao gramado, os invasores haviam retornado ao setor de arquibancada da Arena do Grêmio.

Imagens da Globo ainda captaram arremessos de cadeiras de plástico e até mesmo brigas entre gremistas e palmeirenses.
A derrota para o Palmeiras manteve o Grêmio na zona de rebaixamento da Série A, em 19º, com 26 pontos em 27 jogos (sete vitórias, cinco empates e 15 derrotas). O Bahia, 16º, soma 33 em 29 partidas.

Um dos dois duelos atrasados do Tricolor é contra o Atlético, nesta quarta-feira (03/11), às 21h, no Mineirão, pela 19ª rodada. O outro é diante do Flamengo, em Porto Alegre, pela segunda rodada, com data e horário a serem definidos pela CBF.

Correio Braziliense