Prefeito e vice de Lagoa de Pedras são cassados e justiça determina novas eleições

A Justiça Eleitoral do RN julgou parcialmente procedente uma ação de investigação judicial eleitoral contra os candidatos eleitos a prefeito e a vice-prefeito no Município de Lagoa de Pedras, Guilherme Affonso Melo Amâncio e André Michel Paulo de Andrade, respectivamente, em razão da prática de captação ilícita de sufrágio. Eles foram condenados ao pagamento de multa, bem como à cassação dos seus diplomas.

A juíza eleitoral do Ana Paula Barbosa determinou que o município realize uma nova eleição e a expectativa é que o pleito seja realizado em abril.

A cassação do prefeito e do vice de Lagoa de Pedras havia sido recomendada pelo Ministério Público.

Confira a sentença AQUI.

Fonte: Os amigos da onça