Porto do Mangue: Com “voto minerva”, Júnior Bola rejeita denúncia popular e arquiva pedido de CPI

Por 5 votos a 4, vereadores da Câmara de Porto do Mangue rejeitaram na quarta-feira, 10, a admissibilidade da denúncia popular contra o prefeito Sael Melo (MDB), que poderia enfrentar o impeachment, já estando afastado do mandato por 180 dias, após decisão judicial.

O denunciante foi o bispo Jenilson Maia, que na tribuna representou lideranças no documento entregue a mesa diretora pedindo a instauração de processo de cassação do prefeito, com base nas investigações do Ministério Público do Rio Grande do Norte. 

Na sessão presidida pelo vereador Izidro Júnior (MDB) a maioria votou pelo arquivamento da denúncia. As investigações sobre desvios de recursos na prefeitura através de empresa laranja correm em segredo de justiça. 

A população portomanguense que foi ao plenário assistir a votação saiu frustrada com a decisão dos cinco parlamentares. Com informações do blog do Toni Martins.