Polícia Civil investiga duas lojas de joias suspeitas de comprar e derreter peças de ouro furtadas em Natal

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte investiga pelo menos duas lojas de joias de Natal suspeitas de comprar e derreter peças de ouro furtadas. Uma das vítimas teve prejuízo de mais de R$ 40 mil. investigação foi iniciada depois que um casal procurou a Delegacia Especializada de Furtos e Roubos para registrar o furto de várias joias da mulher.

Durante as investigações, a polícia chegou a uma mulher que trabalhava na casa da família. Ela confessou o crime e levou os investigadores a duas lojas da cidade, onde teria vendido os produtos – uma fica localizada dentro de um shopping no bairro Candelária, na Zona Sul de Natal, e outra em um supermercado do bairro Igapó, na Zona Norte da capital.

Ainda de acordo com a suspeita, ela já teria levado outras joias, outras vezes, aos mesmos estabelecimentos. “Ou seja, indiretamente, ela reconheceu outros crimes do mesmo tipo. Ela está respondendo em liberdade, porque não houve flagrante, mas confessou e quer fazer um acordo com a família”, disse a delegada.

Ela deverá responder por furto qualificado por abuso de confiança, com pena que varia de 2 a 8 anos de prisão.

A polícia apontou que um bracelete avaliado em R$ 5 mil, foi comprado por cerca de R$ 700. Por uma corrente avaliada em R$ 10 mil, uma das lojas pagou R$ 1,7 mil.

Do g1 RN