Pesquisa aponta empate entre Fátima Bezerra e Carlos Eduardo para o Governo do RN

O Blog do BG divulgou mais uma pesquisa sobre a preferência do eleitorado potiguar para governo do Estado, presidência da República, senador, deputado federal, e deputado estadual. A pesquisa, divulgada neste domingo (21), ainda quis saber como os Norte-rio-grandenses avaliam as atuações da governadora Fátima Bezerra (PT) e do presidente Jair Bolsonaro (sem partido); e também as candidaturas com maior rejeição.

O Instituto Consult foi o responsável pela avaliação e ouviu os eleitores entre os dias 11 e 15 de novembro. Foram 1.700 entrevistados de todas as regiões do Rio Grande do Norte. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,3% para mais e para menos com grau de confiabilidade de 95%.

Para a disputa pelo Governo do Estado, foram feitos dois cenários: um com Carlos Eduardo Alves e sem Álvaro Dias; e outro exatamente com o oposto. No cenário com Carlos Eduardo Alves, o ex-prefeito de Natal aparece em empate numérico com a atual chefe do Executivo estadual, Fátima Bezerra. Ele aparece com 30,76% e ela, com 30%. Em terceiro, aparece o deputado federal Benes Leocádio com 4,29%.

No cenário com Álvaro Dias, atual prefeito da capital potiguar, a governadora Fátima Bezerra lidera com 33,06% das intenções de voto contra 20,65% de Álvaro. O deputado federal Benes Leocádio ficou em terceiro com 6,18%. O total de indecisos foi de 13,76%. O percentual de eleitores que afirmou não votar em qualquer dos nomes foi de 24,06%.

Ainda dentro da pesquisa para Governo do Estado nas eleições do próximo ano, o levantamento dos possíveis confrontos de segundo turno traz Carlos Eduardo com 36% das intenções de voto contra 31,47% da governadora. Já no confronto Álvaro Dias contra Fátima Bezerra, o atual prefeito de Natal tem 27,94% das intenções de voto e a gestora estadual tem 34,88%.

A pesquisa levantou a rejeição dos pré-candidatos. Neste quesito, Fátima Bezerra aparece em primeiro com 30,6%, Carlos Eduardo (5,8%), Brenno Queiroga (5m8%), Benes Leocário (4,9%) e Álvaro Dias (4,3%). No âmbito estadual, a desaprovação do governo Fátima Bezerra atingiu 53,35%. Já a aprovação foi de 34,41%. Outros 12,24% não souberam ou não opinaram.

Vale ressaltar que a pesquisa BG/Consult não colocou o senador Styvenson Valentim em cenários para disputa pelo Governo do Estado.

Presidência

O instituto Consult também quis saber a avaliação da população potiguar sobre a administração federal. A desaprovação do governo Jair Bolsonaro atingiu 64,88%%. Já a aprovação foi de 28,59%. Outros 6,53% não souberam ou não opinaram.

Entre os eleitores potiguares, no levantamento estimulado, com os nomes dos pré-candidatos apresentados, o ex-presidente Lula lidera com 43,41% das intenções de voto, praticamente o dobro do presidente Jair Bolsonaro, que pontuou 22,47%. O ex-ministro Ciro Gomes aparece em terceiro com 6,35%, seguido pelo ex-juiz Sérgio Moro com 2,71%. Os demais nomes não atingiram a margem de erro. Indecisos corresponderam a apenas 8,35%.

Além do cenário com todos os nomes, foi realizado um segundo cenário apenas com os principais nomes dos pré-candidatos e, nele, o ex-presidente Lula atingiu 44% das intenções de voto e o presidente Jair Bolsonaro, 22,59%. Ciro Gomes ficou novamente em terceiro com 6,47% e Sérgio Moro, com 2,88%. Todos os nomes variaram dentro da margem de erro em comparação com o outro levantamento com todos os nomes postos.

Ainda dentro da pesquisa para presidente, foi realizado um levantamento de um possível confronto de segundo turno entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula, que são os dois principais citados em todos os cenários. Nessa disputa, se as eleições fossem hoje, Lula teria 49,76% contra 24,41%. O total dos que afirmou não votar em qualquer um dos dois foi de 24,41%.

O instituto Consult também quis saber da população potiguar a rejeição aos nomes dos pré-candidatos a presidente, ou seja, aquele em que o eleitor não vota de maneira alguma. Nesse quesito, o presidente Jair Bolsonaro pontuou 46,4%. O ex-presidente Lula foi o segundo mais rejeitado com 26,1% das citações. Seguido pelo ex-juiz Sérgio Moro com 5,7% e pelo ex-ministro Ciro Gomes com 4,5%.

Fonte: Agora RN