Hospital Walfredo Gurgel: profissionais terceirizados, como maqueiros e higienistas, entraram em greve

Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Não bastasse o problema recorrente de superlotação no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, para piorar a situação, profissionais terceirizados, como maqueiros e higienistas, entraram em greve por atrasos salariais.

Na tarde dessa quarta-feira (21), apenas metade dos higienistas trabalharam na unidade. À noite, apenas dois maqueiros ficaram disponíveis no hospital. As informações são do G1-RN.

Qual sua opinião?