Guararapes fecha terceiro trimestre deste ano com lucro de R$ 207,3 milhões

Da Tribuna do Norte

A indústria faturou R$ 1.070 milhão para a Riachuelo no período acumulado de janeiro a setembro de 2021, segundo balanço

A Guararapes Confecções S.A., controladora da rede varejista Lojas Riachuelo, fechou o terceiro trimestre de 2021 com lucro líquido de R$ 207,3 milhões. Esse valor é 4,5 vezes maior que o registrado no segundo trimestre do ano, que foi R$ 46,1 milhões, e cobre o prejuízo líquido de R$ 104,9 milhões apontado no 1T21.

No terceiro trimestre de 2020, a Companhia já tinha registrado um prejuízo líquido de R$ 51,4 milhões. No 3T19, houve lucro líquido de R$ 67,9 milhões. O EBITDA ajustado– indicado que mede os resultados financeiros excluindo as receitas e despesas relacionadas à transformação digital e impacto do fechamento de lojas – atingiu R$ 211,3 milhões no 3T21 ante R$ 84,7 milhões no 3T20.

A Companhia encerrou o trimestre com sólido patamar de caixa de R$ 1,8 bilhão, o que corresponde a 139% da dívida de curto prazo.

Os resultados operacionais do terceiro trimestre de 2021 foram informados em balanço divulgado nesta quarta-feria (24). O investimento da companhia no modelo de negócio phygital (físico e digital) reflete na comercialização: 10,1% das vendas totais de mercadorias foram feitas por canais digitais no terceiro trimestre deste ano; e crescimento de vendas de 19,0% em relação ao 3T20 e 5,8% comparado ao mesmo período de 2019. 

A assertividade da estratégia é vista ainda na evolução significativa no indicador de downloads do App alcançando 15,2 milhões, 2,4 vezes mais em relação ao 3T20. A base total de clientes com compra no e-commerce cresceu 60%.

O Grupo segue investindo em sua plataforma de Marketplace que, com apenas seis meses de operação, já oferece mais de 300 mil produtos e mais de 170 sellers. A companhia disponibilizou novas ocasiões de uso e categorias dentro do marketplace, guiados pela curadoria de moda e lifestyle, dentre as quais se destacam: móveis, eletrodomésticos, empório (bebidas, chocolates, etc), linha pet, entre outros, em complemento às categorias já presentes no mix da Riachuelo.

Atualmente, o grupo possui 358 lojas físicas sendo 327 Riachuelo, 25 Carter’s e 6 Casas Riachuelo. Destas, 31 lojas foram inauguradas desde o início do ano. 

Elio Silva atribui crescimento à oferta de produtos de qualidade

Novos modelos de negócio

No terceiro trimestre de 2021, como única varejista de moda nacional com parque fabril proprietário, a Guararapes produziu 13,5 milhões de peças, um crescimento de 20,1% em relação aos 11,3 milhões de itens registrados no 3T20, o que representou 41% da venda total de vestuário da Riachuelo neste terceiro trimestre e trouxe ainda mais competitividade à Companhia. A indústria faturou R$ 1.070 milhão para a Riachuelo no período acumulado de janeiro a setembro de 2021. 

A Companhia deu continuidade à expansão de lojas físicas: desde o início do ano até agora foram abertas 31 lojas. Com isso, o grupo totaliza 358 lojas até 10 de novembro de 2021, sendo 327 Riachuelo, 25 Carter’s e 6 Casa Riachuelo. 

Qual sua opinião?