Em quatro anos, RN dobrará capacidade em energia eólica

Considerando os contratos atuais, o Rio Grande do Norte irá dobrar a capacidade instalada na energia eólica, superando os 12 gigawatts (GW) no final de 2025. Segundo o mais recente boletim de dados da Associação Brasileira de Energia Eólica – ABEEólica (o Infoventos), atualmente o estado potiguar tem 6,054 GW de potência instalada, o que o coloca na liderança da produção de energia a partir dos ventos no País. A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec-RN) prepara o detalhamento de dados que justificam essa informação para ser divulgado nos próximos dias.

“Estamos finalizando o nosso boletim de eólica e matriz elétrica que deve sair na próxima semana. A previsão é que o Estado alcance neste ano de 2021 o valor de R$ 13 bilhões em investimentos em novos contratos de geração de energia, superando o valor alcançado em 2020”, declarou o coordenador de desenvolvimento energético da Sedec/RN, Hugo Fonseca.

Ele informou que nos seis primeiros meses deste ano, o Governo do Estado captou R$ 5.359 bilhões em investimentos contratados para a energia eólica no Rio Grande do Norte. Este valor representa 64% do total contratado em 2020 – cerca de R$ 8,3 bilhões. Os 200 parques hoje em atividade no Estado somam 2.563 aerogeradores. Para se ter uma ideia de como o setor vem crescendo no RN, em maio passado eram 177 usinas eólicas e 2.268 turbinas em operação.

Leia a notícia completa aqui na Tribuna do Norte.