Em ato histórico, pastora batista casa duas mulheres: “Fruto de muita luta”

Do UOL

A pastora e teóloga Odja Barros tem 28 anos de pastorado na Igreja Batista no Pinheiro, em Maceió, e perdeu a conta de quantos casamentos celebrou na vida. Mas sábado (4), ao assumir uma celebração, ela admite que sentiu um “frio na barriga” como se fosse a primeira vez. E era a primeira vez, sim: não em unir um casal, mas em dar a bênção a duas mulheres.

O casamento homoafetivo ocorreu em um salão de festas de Maceió e foi uma das primeiras realizadas no país entre pessoas do mesmo sexo por pastores batistas — a primeira que se tem notícias celebrada por uma mulher, que em muitas igrejas batistas sequer podem exercer a função de pastora.

“Senti frio na barriga de emoção, de saber que estava vivendo algo que é fruto de muita luta. Como pastora feminista, queria muito que minha primeira celebração de casamento igualitário fosse com duas mulheres”, conta a pastora a Universa.

A denominação batista é uma das mais tradicionais e populares igrejas evangélicas do país. Historicamente tem uma leitura conservadora sobre a união de pessoas do mesmo sexo. Por

isso, a celebração foi um marco para a igreja.

0Eu sei que, até na luta LGBTQI+, as conquistas das mulheres vêm com mais dificuldade. Por isso me senti tão honrada e privilegiada de ser celebrante de um momento novo e histórico dentro da tradição de igrejas batistas no Brasil..

Odja é pastora da Igreja Batista do Pinheiro, conhecida no país todo por suas lutas históricas em defesa de minorias e pessoas vulneráveis. Em 2016, a igreja foi expulsa da Convenção Batista por aceitar incluir e batizar pessoas homossexuais. Mas até sábado não havia realizado nenhuma cerimônia de casamento homoafetivo.

Odja é pastora da Igreja Batista do Pinheiro, conhecida no país todo por suas lutas históricas em defesa de minorias e pessoas vulneráveis. Em 2016, a igreja foi expulsa da Convenção Batista por aceitar incluir e batizar pessoas homossexuais. Mas até sábado não havia realizado nenhuma cerimônia de casamento homoafetivo.

Comentários
  1. Posted by Antonio