Economia: Setor de serviços no RN cresce 4,2% em maio e fica acima da média nacional

O setor de serviços do Rio Grande do Norte cresceu 4,2% em maio de 2021 na comparação com abril, acima da média nacional (1,2%). Essa é a maior alta registrada em um mês de maio no RN desde que a Pesquisa  Mensal de Serviços (PMS) foi iniciada em 2011. 

Outros sete estados do Nordeste também tiveram crescimento de volume de serviços superior ao do Brasil.

No acumulado de janeiro a maio, o setor apresentou uma recuperação de 1,3% no estado potiguar. É a primeira vez em 2021 que esse indicador torna-se positivo. Contudo, no acumulado dos últimos 12 meses, o volume de serviços norte-rio-grandense ainda registra queda de 10,4%, uma das maiores entre as unidades da federação ao lado de Sergipe (- 11,2%).

O volume de vendas do comércio varejista potiguar cresceu 1% em maio  comparado a abril, mesmo patamar de alta do Brasil (1,4%). Os dados são da Pesquisa  Mensal de Comércio (PMC) do IBGE.

O crescimento acumulado dos últimos 12 meses no RN é de 1,9%, um dos menores do Nordeste ao lado de Sergipe (2,2%). Ainda nessa comparação, o varejo potiguar teve uma das seis menores altas do Brasil, considerando as 25 unidades da federação que conseguiram crescer no período analisado.

Varejo ampliado

O varejo ampliado cresceu 20,1% no RN em maio de 2021 frente a maio de 2020, o menor crescimento da região Nordeste nessa comparação. Em média, o Brasil (26,2%) cresceu mais. O varejo ampliado compreende o comércio varejista acrescido da venda de material de construção e de “veículos, motocicletas, partes e peças”.

Entre abril e maio, o varejo ampliado potiguar cresceu 1,8%, número inferior à média do Brasil (3,8%).