Deputado Benes confirma pré-candidatura a governador do RN em 2022 e quer Rogério Marinho para senador

O deputado federal Benes Leocádio (Republicanos) confirmou nesta quinta-feira (15) que pretende ser candidato a governador do Rio Grande do Norte nas eleições de 2022, pela oposição. Em entrevista à rádio 98 FM Natal, o parlamentar disse, ainda, que espera que o ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) seja candidato a senador na mesma chapa, com apoio do também ministro Fábio Faria (Comunicações).

Segundo o deputado, o anúncio acontece após “várias conversas” com um grupo político que reúne opositores da governadora Fátima Bezerra (PT). Sem fazer críticas contundentes à atual administração, ele disse que sua pré-candidatura a governador é uma alternativa à petista.

“O RN vai precisar de alguém que possa fazer o contraponto da situação que temos hoje da atual gestão no Estado. Decidimos colocar nosso nome à disposição desse grupo, para dar o pontapé inicial de uma longa caminhada”, enfatizou o deputado.

E complementou: “Se o Rio Grande do Norte precisa de uma opção para se contrapor ao que aí está, aqui está um municipalista, ex-prefeito de uma pequena cidade (Lajes), deputado federal mais votado nas eleições de 2018”.

Benes Leocádio declarou que não é possível afirmar ainda quais partidos estarão no seu grupo político, mas que espera reunir em uma mesma coligação siglas que hoje apoiam o presidente Jair Bolsonaro.

“A gente não tem a totalização de quais partidos farão parte desse agrupamento, mas, naturalmente, acredito que hoje na maioria dos partidos que estão na base de apoio ao Governo Federal, entre os quais eu me incluo, a tendência é que se agrupem todos”, apontou o parlamentar.

O deputado federal, que foi o mais votado para a Câmara dos Deputados nas eleições de 2018 no RN, opinou ainda sobre a disputa velada entre Fábio Faria e Rogério Marinho para a disputa do Senado. Benes afirmou que espera ter os dois como apoiadores em 2022, mas que tem preferência pelo ministro do Desenvolvimento Regional.

“Tenho respeito pelos dois, mas tenho uma preferência pessoal, inegável e de forma já explicitada em alguns momentos pela provável candidatura do ministro Rogério Marinho dentro desse agrupamento. Não está definida a candidatura dele, até porque ele não se colocou como tal. Espero que eles venham sentar à mesma mesa. Estaremos no mesmo bloco, mesmo projeto, sem divergências, sem disputas para essa vaga”, falou o deputado.

fonte: 98 FM Natal