Com combustível mais caro, motoristas substituem carros por bicicletas no RN

Os últimos reajustes no preço da gasolina têm feito com que motoristas deixem os carros em casa e busquem outras alternativas para ir ao trabalho no dia a dia no Rio Grande do Norte. O estado segue como o segundo estado com a gasolina mais cara do Brasil, de acordo com um levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) entre os dias 11 e 17 de julho.

O preço médio do litro da gasolina registado no RN pela ANP foi de R$ 6,34. O estado fica atrás apenas do Acre, que registra um valor médio de R$ 6,39.

O servidor público Fábio Izaias já tinha o hábito de ir ao trabalho de bicicleta de vez em quando por uma questão de saúde. Agora, para economizar gasolina, a atividade se tornou diária. Ele mora na Cidade Alta e usa a bicicleta todos os dias para ir ao trabalho, no Campus Central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

“Dava uma média de R$ 400 por mês em gasolina. É pesado. A pessoa pode usar esse dinheiro em outra coisa, né? E a gente está economizando, tendo saúde e ajudando a ter uma cidade mais sustentável, com menos carro na rua e menos carbono” conta.

A iniciativa também foi adotada por Eduardo Pandolphi, que passou a sair diariamente do conjunto Cidade Satélite até a UFRN, onde trabalha, de bicicleta.

“Quis unir o útil ao agradável, né? Eu estava precisando fazer algum exercício físico porque, agora, numa pandemia, fico com receio de ir pra academia, de fazer esportes em locais fechados. E com o aumento do preço do combustível, eu pude unir as duas coisas: a economia de combustível e também fazer meu exercício físico”, diz o servidor público.

A mudança não acontece apenas na capital potiguar. Em Mossoró, também tem motorista mudando a rotina.

Há três meses o técnico em informática Bruno Duarte sai de casa para o trabalho, em um trajeto de 3,5 km, de bicicleta. De acordo com ele, a decisão foi tomada quando os gastos com combustível estavam chegando a R$ 500 por mês.

G1 RN