Vigilante foi encontrado já inconsciente na guarita de trabalho

Foto: WhatsApp

Foto: WhatsApp

A onda de violência que toma conta do Estado do Rio Grande do Norte faz mais uma vítima. Desta vez o vigilante Kellyson Kercio Pegado da Silva, de 40 anos de idade, mais conhecido por Kelinho da empresa Prosegur que presta  serviço a um dos parques eólicos localizado próxima a BR 406 entre os municípios de João Câmara e Jandaíra.

As últimas informações que circulam nas redes sociais confirmam a morte do vigilante ferido com um tiro na cabeça. O fato está tendo grande repercussão nas redes sociais, já que a vítima era muito conhecida e querida em João Câmara e Parazinho.