Novo complexo eólico no Mato Grande vai gerar 35 mil novos empregos

Pedra fundamental complexo eólico Cutia Maio - Foto: Daniela Catisti

Pedra fundamental complexo eólico Cutia Maio – Foto: Daniela Catisti

O governador Robinson Faria deu início à construção do Complexo Eólico Cutia, no finl da manhã desta segunda-feira (16), no município de Pedra Grande. Viabilizado através de parceria entre o Governo do Rio Grande do Norte, o Governo do Paraná e a Companhia Paranaense de Energia (Copel), o novo empreendimento eólico representa um investimento de R$ 1,6 bilhão.

Ao lado do governador do Paraná, Beto Richa, e de membros da direção da Copel, Robinson Faria esteve no evento realizado no parque eólico Esperança do Nordeste, instalado na localidade de Juremal, na região de Pedra Grande, e também visitou outros parques na região após a solenidade.

O Complexo Eólico Cutia é planejado para aproveitar ao máximo o potencial de geração de energia pelos ventos disponível no RN, visto que o estado é dotado de uma das melhores correntes de vento do planeta. Até 2019, o complexo fará com que a Copel, responsável pela operação dos parques, dobre sua capacidade de geração de energia eólica.

Beto Richa avaliou como proveitosa sua vinda ao Estado. ”Pude conhecer ‘in loco’ os grandes investimentos da Copel, que fazem com que ela seja hoje uma gigante do setor energético do País”, assinalou, acrescentando que o RN possui um dos melhores regimes de vento do mundo, e hoje se desenvolve no segmento de maneira forte, sustentável e vigorosa.

A subsidiária já opera outros complexos eólicos no estado, como o São Bento, São Miguel do Gostoso e Brisa Potiguar. A construção de parques e constituição de complexos eólicos como o Cutia vão gerar 35 mil novas vagas de emprego no RN, dentro dos próximos três anos, dos quais 10 mil empregos diretos e indiretos devem ser gerados até o fim de 2016.

Comentários
  1. Posted by josé ferreira