Presidente do PSL em Extremoz diz que população grita por socorro e pede paz

TallesO Rio Grande do Norte vive um drama na área da segurança pública. A falta de recursos, de políticas públicas para o setor e de investimento nas carreiras policiais contribuem para que mensalmente, o Estado perca dezenas de vidas desnecessariamente. Existe uma desgraça constante e crônica na área da segurança. Ultrapassamos a incrível marca de 1.300 homicídios, contabilizados em todo o Estado em 2015.

Com essa falta de segurança, Extremoz vem ultimamente se transformando em uma cidade violenta, com registros de roubos, assaltos, arrastões em praias e assassinatos. O tráfico de drogas se instalou no município, principalmente, nas áreas rurais e de periferias. Extremoz tem um quadro de policiais escasso, viaturas sem condições de uso e a polícia não tem estrutura eficiente de trabalho digno.

“Por outro lado, não vemos também um empenho mais preciso por parte da prefeitura municipal, não vemos uma parceria atuante com o Governo do Estado para que Extremoz tenha um sistema de segurança que funcione, fazendo com que a marginalidade e o crime sejam reduzidos”, enfatiza o blogueiro e presidente do PSL no município, Talles Pinheiro.