Kelps atribui onda de violência à falta de ações do Estado

Deputado Estadual Kelps Lima

Deputado Estadual Kelps Lima

Os 25 assassinatos ocorridos durante o último fim de semana foram tema do pronunciamento do deputado Kelps Lima (SDD) na sessão plenária desta terça-feira (17). O parlamentar disse que uma onda de violência se abateu sobre Natal e o Rio Grande do Norte devido à falta de ações por parte do Governo do Estado.

“Esse deverá ser o segundo ano mais violento da nossa história. Estamos vivendo uma onda de violência que assusta a população e esse Governo só consegue ter números melhores na violência do que o pior ano do pior governo”, disse o parlamentar. Kelps fez menção ao cabo da PM Marco Aurélio Lopes, que já prestou serviços à Assembleia Legislativa e foi assassinado durante o final de semana.  O parlamentar também apresentou menção de pesar e se solidarizou com a família.

Outra questão abordada em seu pronunciamento foi a Ronda Militar, programa executado pelo Governo Estadual. Kelps criticou o fato dos bairros Petrópolis e Tirol terem sido os primeiros beneficiados, em detrimento de áreas com moradores de menor poder aquisitivo, que tem mais incidência de mais ocorrências policiais.  “Não foi à toa que o governador optou por esse programa marqueteiro, pois não é a mesma coisa matar pessoas em Felipe Camarão e na área nobre”, disse.

O parlamentar disse ainda que acredita na competência dos servidores que integram a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do RN e afirmou que o avanço da violência está atrelado ao que considera falta de ações do Governo. Kelps mencionou ainda a demora na realização de um concurso para médico legista do ITEP e a reformulação administrativa da Secretaria de Justiça e Cidadania. “As soluções não são fáceis, são complexas, mas o problema é que nem o primeiro passo foi dado ainda”, disse.