Artesãos fazem protesto na orla de Ponta Negra em Natal

Artesãos protestam contra ação de fiscais da prefeitura

Artesãos protestam contra ação de fiscais da prefeitura

Artesãos e ambulantes do calçadão de Ponta Negra realizaram um protesto, na manhã desta sexta-feira (21), contra a prefeitura do Natal. A ação ocorreu como forma de retaliação à apreensão dos produtos que seriam vendidos pelos comerciantes por parte dos fiscais da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), que realizaram uma fiscalização na noite desta quinta-feira (20), no calçadão de Ponta Negra, na Avenida Erivan França. Pneus, pedaços de madeira e lixo foram queimados e usados para fechar a via. Motoristas foram impedidos de trafegar durante uma parte da manhã.

Artesãos e comerciantes denunciam o abuso de poder e má conduta no trato das pessoas, por parte dos agentes fiscais da Secretaria e da Polícia Militar. Segundo o presidente da Associação dos Trabalhadores de Ponta Negra (Atpon), Marcos Martins, a prefeitura descumpriu um acordo firmado com os trabalhadores no ano de 2012.

“Uma ação do ministério público cobrando a construção de um centro de artesanato para os trabalhadores do calçadão de Ponta Negra. A prefeitura acatou e, em acordo, definiu que os artesãos ficassem em um local pré-definido no calçadão. Eles ficariam alocados no final do da Avenida Erivan França até a construção de banquinhas padronizadas aqui no calçadão ou até a construção do centro. Infelizmente isso não foi cumprido. E, de forma arbitrária, a prefeitura veio ao calçadão. Como se estivessem numa operação em um morro carioca, eles vieram atrás de artistas”, denunciou.
Portalnoar.com