Guamaré: Prefeito Adriano adota medidas para reduzir custos e otimizar serviços

A gestão de uma cidade envolve inúmeras obrigações como a prestação de serviços básicos, previstos em lei e necessários para uma vida de qualidade da população, sempre com atenção à responsabilidade fiscal. Este, porém é justamente o que garante o bom uso do dinheiro público, fruto dos impostos pagos por todos.

Com base nesses preceitos, a Prefeitura de Guamaré, na gestão do Prefeito Adriano Diógenes, segue nesses primeiros dias de governo tomando todas as medidas necessárias, que vão desde a redução de linhas telefônicas até a revisão de contratos de locação de veículos, diárias de viagens a trabalho, alugueis de imóveis, folha de pagamento, contratos com fornecedores e prestadores de serviços, convênios, dentre outros.

Às vezes o gestor precisa tomar decisões mais duras pensando no bem coletivo, na saúde financeira do município e na continuidade dos serviços prestados à população. Desde o primeiro dia, o prefeito tem sido incansável, e trabalhado dia e noite tomando medidas de economia dos recursos públicos adotadas na sua gestão.

É possível que poucas vezes um gestor público como o prefeito eleito pelo o povo, Adriano Diógenes, tenha assumido a prefeitura com tanta esperança e entusiasmo popular… Mas governar para o coletivo não é fácil, é uma missão difícil, mas não é impossível. O sentimento que tenho é que o prefeito pretende iniciar e terminar seu mandato governando pelo o exemplo.

Adriano vem cortando na sua própria carne, e uma das primeiras medidas foi não colocar ninguém da sua família trabalhando no seu governo, uma decisão rara para poucos prefeitos por este Brasil afora.

As mudanças que estão sendo feitas pelo o prefeito, queira ou não, tem desagradado um montão de gente mal acostumadas, viciadas e vaidosas, mas se faz necessário para que o governo avance com rumo e prumo.

Guamaré em Dia

Qual sua opinião?