PSDB quer afastamento de tucanos que aceitarem cargos no governo

O futuro governo de Jair Bolsonaro deverá ser composto, também, por alguns quadros do PSDB. O partido, no entanto, tem alertado que tucanos que aceitarem cargos na próxima gestão terão de se desligar da sigla ou pedir afastamento temporário. A informação é da Folha de S. Paulo.

Presidente do partido, o candidato derrotado em primeiro turno Geraldo Alckmin repassou a informação ao ex-deputado Júlio Semeghini, que poderá assumir a secretaria-executiva do Ministério da Ciência e Tecnologia. Ele deverá deixar o partido. Quem também terá de tomar uma decisão é o deputado Danilo Forte, cotado para integrar a equipe de articulação política de Onyx Lorenzoni.

Com o posicionamento, o PSDB espera manter independência em relação ao governo Bolsonaro.

Qual sua opinião?