Inelegível, ex-presidente da Câmara de Pedra Preta pleiteia candidatura a vice-prefeito

O que tem rolado nos grupos de whatsapp lá da cidade de Pedra Preta, na região central, é áudios de uma possível candidatura a vice-prefeito pela chapa de oposição ao atual prefeito Luiz Antônio, do ex-presidente da Câmara Municipal, Francisco Canindé, mais conhecido como Canindé de Branco.

Canindé que até um mês atrás fazia parte da base aliada ao atual gestor, foi para a oposição com a promessa que encabeçará junto a Jadson Mendes, também ex-presidente da Câmara, a chapa oposicionista, mas esqueceu o principal detalhe: está inelegível desde 2019, pelo prazo de três anos.

A inegibilidade do ex-presidente se dá, após ter sido condenado em processo que julgou sua má prestação de contas enquanto gestor do Legislativo Pedrapretense no ano de 2011.

Na pacata Pedra Preta que respira política, a população se pergunta se a ilusão partiu da cabeça de Canindé, ou se o mesmo foi iludido pelo grupo de oposição comandado por Jadson, agindo de má fé igual nas eleições de 2016 quando tentou até o último ponto passar para a população que sua companheira de chapa seria a ex-esposa do prefeito Luiz, Fernanda Oliveira, que terminou sendo impulgnada pela Justiça Eleitoral.

Além de inelegível, Canindé ainda foi condenado a pagar multa civil equivalente a duas vezes o valor da remuneração percebida pelo Presidente da Câmara.

Sem poder ser candidato e sem o apoio do atual gestor, o ex-presidente deu um tiro no pé. E que tiro!

Comentários
  1. Posted by Alice

Qual sua opinião?