Ceará-Mirim: “Marconi e Júlio César se uniram para me tornar inelegível”, diz ex-prefeito

Ex-prefeito de Ceará-Mirim Antônio Peixoto

O ex-prefeito de Ceará-Mirim Antônio Peixoto (PR) disse ter recebido com tranquilidade a notícia de que os vereadores do município reprovaram as contas da Prefeitura de 2012, ano em que Peixoto era o prefeito. A decisão, que ainda será concretizada em decreto legislativo, torna o ex-prefeito inapto a concorrer a cargos públicos pelo período de oito anos.

Segundo Peixoto, seus adversários políticos Marconi Barretto (atual prefeito, do PHS) e Júlio César Câmara (que foi candidato a prefeito da cidade em 2016) formaram uma espécie de conluio com os vereadores para torná-lo inelegível. “Marconi juntamente com Júlio se uniram com o objetivo de reprovar as minhas contas e me tornar inelegível, em função do meu potencial. Eles estão com medo de me enfrentar nas urnas”, afirma o ex-prefeito, que anuncia que vai recorrer da decisão na Justiça. (Agora RN)

Qual sua opinião?