Candidaturas de Robinson e Fábio podem “morrer abraçadas” durante campanha

Potiguar Notícias – O governador Robinson Faria (PSD) e o vice-governador Fábio Dantas (PSB) vivem uma situação delicada e curiosa: ambos são pré-candidatos ao Governo do Estado. Ambos em um quadro diferente seriam os favoritos à vitória. Mas, nas circunstâncias atuais ambos podem perder feio nas urnas e “morrerem” abraçados, politicamente falando.

Robinson afirma que vai tentar a reeleição, fato normal entre governantes em primeiro mandato. O problema é que ele faz uma gestão mal avaliada e desgastada, principalmente nas áreas de Segurança Pública e pagamento do funcionalismo. Sem resolver essas duas questões, Robinson tem chances quase zero de êxito.

Por sua vez, observador do quadro de desgraça de Robinson, Fábio viu a chance paralela de “desgarrar” do Governo e colocar-se como uma alternativa ao caos. Contou para isso com seu poder de articulação e bom trânsito entre prefeitos e presidentes de Câmara.

O problema é que sua pré-candidatura não “empolgou” o mundo político como ele pensava de início. Primeiro porque muitos prefeitos e vereadores ainda mantém necessários elos com o governador. Segundo porque o quadro apresenta mais dois candidatos de peso: Carlos Eduardo Alves (PDT) e Fátima Bezerra (PT).