Suspeito de ordenar morte de PM no Rio Grande do Norte é assassinado em SP

Kelves Freitas de Brito foi morto no dia 2 de junho de 2018,e integrava a Força Tática do 3º Batalhão da PM do Rio Grande do Norte — Foto: Divulgação/PM

Uma ação das polícias civil e militar resultou na morte na manhã desta sexta-feira (7) de um líder de uma organização criminosa apontado como responsável por centenas de homicídios. Segundo as polícias, Rafael Silvestre da Silva, também conhecido como “Gilmar” (também usava os apelidos de Mathias ou Casemiro), foi localizado em uma chácara em Juquitiba, na Grande São Paulo.

Ele seria responsável inclusive da morte do policial militar Kelves Freitas de Brito, morto meia hora após as ordens de atentado a prédios e a agentes públicos do Rio Grande do Norte.
Os ataques aconteceram em junho. A polícia investiga também se Rafael/Gilmar teria ordenado ataques em Minas Gerais na mesma época.

De acordo com as investigações, o criminoso autorizou, em menos de um ano, mais de cem assassinatos.

Policial militar foi morto próximo a um local que vende churrasco em Parnamirim
Do G1 SP

Qual sua opinião?