Secretaria de Saúde vai criar plano para realizar 10 mil cirurgias eletivas em 2020

Secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia (Foto: José Aldenir)

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) planeja iniciar, a partir do início de 2020, um projeto para realizar 10 mil procedimentos cirúrgicos. Chamado de Plano Estadual de Cirurgias Eletivas, a iniciativa terá o objetivo de reduzir a fila de espera em hospitais públicos e o tempo em que as pessoas aguardam por este tipo de intervenção médica no Rio Grande do Norte.

Para efetuar o plano, segundo o titular da Saúde estadual, Cipriano Maia, serão feitos convênios com a Prefeitura do Natal e instituições filantrópicas. A iniciativa será apresentada ainda em dezembro, mas ele não entrou em detalhes sobre os custos. “Queremos reduzir o tempo de espera por cirurgias”, disse. A novidade foi anunciada no programa “Manhã Agora” da rádio Agora FM (97,9).

O novo projeto da pasta será utilizado também para desafogar a fila para cirurgias ortopédicas. Este serviço especializado é prestado pelos hospitais públicos Walfredo Gurgel (Natal) e Deoclécio Marques (Parnamirim). No entanto, em outubro, as duas unidades passaram por crises no atendimento por conta do fim de um convênio com uma cooperativa médica.

De acordo com Cipriano Maia, o contrato com a Cooperativa Médica do Rio Grande Norte (Coopmed), que fornecia mão de obra para o Deoclécio Marques, foi encerrado e não será renovado. A força de trabalho foi substituída por 25 médicos ortopedistas do quadro estatutário.

O secretário reforça que todos os serviços do Deoclécio Marques estão normalizados. “Estamos organizando o atendimento da linha de atenção ortopédica. Temos, sim, uma grande demanda reprimida de cirurgias, mas isso está sendo equacionado”, detalhou. O novo modelo de atendimento já realizou 62 cirurgias em apenas nove dias úteis.

Do Agora RN

Qual sua opinião?